Cerimônia de Chá Chinesa

A Câmara Shaolin, junto com o professor Ye Xin, promoveram no dia 21 de maio de 2017 o Curso de Cerimônia de Chá Chinesa (Cha Dao 茶道, ou Gong Fu Cha 功夫茶). A Cerimônia de Chá é a arte de apreciação, que visa equilibrar corpo e mente através do silêncio (durante a cerimônia) e concentração (na preparação e apreciação do chá) como forma de alcançar um estado meditativo.

Fotos

 

Depoimentos desse dia:

Mercia Neves: “O que dizer sobre o dia de hoje? Mais que uma aula de cerimônia de chá chinês, um verdadeiro mergulho na linda e incrível filosofia chinesa…Fiquei verdadeiramente encantada com as palavras de Ye Xin, que de forma simples e envolvente, nos transmitiu alguns aspectos da cultura, sabedoria e tradição do povo chinês que, se utilizássemos aqui no ocidente, viveríamos infinitamente melhor. Sifu Edgar Gubiotti De Martino, poderia promover mais eventos como esse. Sensacional!”

Alex Vieira: ⁠⁠⁠⁠⁠“Pessoal, não poderia deixar de compatinhar a experiência que tive com a cerimônia do chá que foi acima da minha expectativa. A forma como o Ye nos apresentou esta parte importante da cultura chinesa e do Zen, fez com que eu estivesse realmente feliz por participar daquele momento. A simplicidade e ao mesmo tempo a profundidade daquele momento, fez-me perceber que estamos todos interligados. Que viemos do mesmo tronco, onde somos todos as folhas verdejantes. E este sentimento de unicidade, fez com que sentisse a falta dos que não puderam ir e partilhar deste momento único. Se puderem ir na próxima não irão se arrepender!”

Matheus Cangussu: “Gente, estou passando para deixar um recado: a cerimônia do chá foi incrível!
Não é apenas um ritual: é uma aula em que podemos dar uma pequena olhada na cultura chinesa (e na própria cultura shao-lin); é uma forma de se conectar com o seu eu (ou a “água de dentro”); é a apresentação de uma filosofia de vida. Não é por menos que a cerimônia do chá também é conhecida como “cerimônia kung-fu do chá” (https://en.m.wikipedia.org/wiki/Gongfu_tea_ceremony), ja que a mesma discilplina, respeito e postura são exigidos nos dois.
Mesmo com esse textão, eu não risquei nem a superfície da experiência (além do fato que cada um terá uma experiência diferente)…
Então, fica a dica para os irmãos virem na próxima.”